Logo Dalçoquio

COMUNICADO AO MERCADO

 

 

Itajaí, 31 de agosto de 2016.

 

TRANSPORTES DALÇOQUIO LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 84.300.540/0001-80 (“Dalçoquio”), informa que na presente data foi deferido o processamento do pedido de recuperação judicial da Dalçoquio, autuado sob o n.º 0308386-42.2016.8.24.0033, em trâmite perante a 3ª Vara Cível da Comarca de Itajaí/SC, nos termos da Lei n.º 11.101/2005.

 

Apesar de enfrentar um ambiente competitivo em suas áreas de atuação, ao lado de diversas empresas de grande porte, a Dalçoquio se posicionou com destaque frente à sua concorrência, atuando há mais de 45 anos , de maneira notória nos segmentos de logística e transporte rodoviário de cargas.

 

Em que pese a forte presença de mercado da Dalçoquio, por razões imprevisíveis e alheias à vontade de seus atuais gestores, a empresa passou a enfrentar dificuldades financeiras e operacionais, que acabaram por prejudicar o resultado de suas atividades.

 

Com o arrefecimento da economia nacional, ocorreu um aumento do custo financeiro de suas operações, sobretudo se considerada a estrutura de capital da Dalçoquio, cujas necessidades de capital de giro e de instrumentos para a aquisição e manutenção de veículos, máquinas e equipamentos relacionados ao ramo de logística e transporte rodoviário de cargas, foi prejudicada por operações financeiras solapadas por elevadas taxas de juros praticadas no mercado, além da queda de novas contratações de serviços pela retração do mercado produtivo.

 

Desde o ano de 2015, a Dalçoquio vem passando por um processo de reestruturação operacional que objetiva readequar seu portfólio de clientes e enxugar sua estrutura de custo, visando uma melhoria de margens e diminuição da volatilidade nas suas operações.

 

Para enfrentar a situação de dificuldade acima ilustrada, a Dalçoquio já implementou uma primeira fase de reestruturação operacional buscando maior eficiência e resultado nos últimos meses. Não obstante as medidas já implementadas, dada a piora do cenário econômico e a retração creditícia, a Dalçoquio entendeu que a recuperação judicial é um caminho necessário para uma solução mais eficiente e organizado para sua reestruturação financeira e para o complemento de sua reorganização operacional, sendo a providência jurídica adequada para que a empresa possa salvaguardar suas atividades durante este período, preservando da melhor forma possível os interesses de todos os envolvidos, tais como empregados, credores e clientes.

 

Neste sentido, a Lei n.º 11.101/05, que rege o procedimento recuperacional, prevê que, após o deferimento do processamento da recuperação judicial, os créditos constituídos anteriormente ao pedido de recuperação não poderão ser pagos nos termos originais contratados, mas apenas na forma do plano de recuperação judicial que será oportunamente apresentado.

 

Esta medida tem por objetivo trazer a maior segurança jurídica possível para os credores da Dalçoquio, de modo que, sob a supervisão da recuperação judicial, a empresa e sua administração poderão estabelecer as bases de reformulação da sua estrutura operacional, bem como a reestruturação de sua dívida global, de modo a retomar o crescimento e a lucratividade outrora apresentada, satisfazendo assim todos os parceiros de negócios. Para tanto, foram contratados profissionais de primeira linha, dentre assessores legais e financeiros, com o exclusivo fim de auxiliar a Dalçoquio a trilhar com sucesso este caminho, de maneira transparente e ética, revertendo em benefício de todos envolvidos e da sociedade.

 

A Dalçoquio manterá seus fornecedores, parceiros comerciais, clientes e credores informados acerca da evolução dos eventos relacionados ao processo de recuperação judicial, frisando desde já que a busca deste instrumento não alterará as operações comerciais junto aos clientes e obrigações futuras.

 

Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos e contamos com a compreensão e a colaboração de todos.

Copyright © Dalçoquio.

desenvolvimento TIC